Roda de Conversa debate inovação social para a longevidade

Story bubbles on world map

Qual é o perfil da população com mais de 60 anos na diversidade do Brasil? Como aproveitar os saberes dos mais velhos para resolver questões organizacionais? Qual a importância de desenvolver a empatia em crianças por meio de dinâmicas intergeracionais? O que temos de repensar em modelos de trabalhos para a população com mais de 60 anos? Esses foram alguns pontos abordados pelos participantes da Roda de Conversa de Impacto: Inovação Social para a Longevidade, realizada no dia 10/08 na abertura do Lab 60+ 2017 Festival de Inovação em Longevidade, no Unibes Cultural, em São Paulo.

A conversa, que foi transmitida ao vivo pelo facebook da Ashoka, contou com a participação dos empreendedores sociais reconhecidos pela Ashoka Fábio Bibancos, da Turma do Bem, Marta Gil, do Amankay Instituto de Estudos e Pesquisas, Olivier Hugues-Terreault, do Teatro do Sopro, além de Sérgio Serapião, do Lab60+, de Débora Freitas, da Rádio CBN, Eda Luiz, da Escola Transformadora Cieja Campo Limpo, Janina Jacinto, do Afrolab, Márcia Rocha, da Transempregos,  Rafael Sanches, do Lab60+, Mônica Rosales, da Fundação Semente Oré, Cristina Riscalla Madi, gerente de Estudos e Programas da Terceira Idade do Sesc-SP, Gabriel Martinez, produtor e diretor do longa metragem Envelhescência, Luiz Roberto Ramos, médico e professor na EPM/Unifes, José Vignoli, educador financeiro e porta-voz da SPC Brasil, Bruno Assami, diretor executivo do Unibes Cultural e Marta Pessoa, do Movimento Mundo Prateado.

Um e-book e um vídeo serão produzidos como resultado da roda. Em breve, divulgaremos informações sobre um webinar que iremos organizar sobre o assunto. Para saber mais sobre o assunto, confira artigo que publicamos no caderno Empreendedor Social da Folha de S. Paulo.